A costura como herança, o cuidado entre linhas e a criatividade entre os dedos. A Com amor, Dora nasceu pela simples vontade de colocar a minha costura no mundo de uma forma criativa, colorida e aconchegante.

Dora

25 de abril de 2016

O Rebento Chamado Amor

Eu sei que um dia os seus dentes irão cair, eu também sei que um dia você vai ter vergonha dos carinhos da mamãe na frente dos amigos e vai preferir o futebol ao suco com pipoca assistindo sessão da tarde com seu pai. Eu sei que muita coisa vai mudar, mas sei que o amor por você será eterno, desde o dia em que te vi do tamanho de uma ervilha no meu útero gravídico e seu coração pulsante batendo a mais de 120 por hora, batia mais rápido que o coração do seu pai ao te ver pela primeira vez.

Sabia que você é um baby de esquerda?! Sim, fecundado no ovário esquerdo em tempos de #nãovaitergolpe, dando orgulho aos pais desde semente. Mas quando você crescer isso tudo vai ter passado e estaremos vivendo num país livre de corrupção onde a população tenha liberdade de ir e vir, quero para você um mundo melhor de se viver e lutarei por isso.

A mamãe tá sentindo que você vem cheio de saúde, minhas energias agora são todas suas, ando cheia de sono e cansada, preciso me alimentar melhor pro mim e por você, mas os enjoos não me deixam comer bem, eca. Durmo e acordo com o estômago embrulhado, mas dizem que isso passa logo depois que você vai crescendo e ficando mais bolinho de carne fofinho e gostosinho. Não vejo a hora de te apertar, de ver o nariz de batata e as orelhas de abano do seu pai em você. E o sorriso meu, é minha única exigência. O sorriso que sua bisavó ensinou a sua avó que me ensinou quero ver estampado na sua boquinha.

Ah, estão todos felizes, seus avós radiantes e seus tios ansiosos pela sua chegada. Alguns amigos do papai e da mamãe estão sabendo agora que você tá chegando, se prepara que vem mimo e mais mimo por aí, bando de titias e tios babões. Você vai viver cercado de amor, amor por todos os lados, isso meu filho, nunca irá faltar.

Eu e seu pai estamos num estado de nojeira que não cabe no papel. Ao acordar o primeiro bom dia é seu, o carinho no banho, o perfume de alfazema para acalmar, a música bonita para te deixar feliz e dançante desde a barriga. A gente não sabia, mas já queria você na vida há muito tempo. Alguns dirão que é cedo demais, mas me diga, há tempo para o amor nascer de outro amor? Eu acho que não. Você veio na hora certa, coração da mamãe em paz e a certeza de que o seu pai seria o seu pai.

Mesmo com as adversidades que nós três iremos encontrar no meio do caminho, os perrengues, as dores e dificuldades serão pequeninas perto da vontade de se estar junto como uma família. Eu já te disse que não vejo a hora de você, menina ou menina, ditar no meio dos dois e atrapalhar o sono, te pegar no colo e encher de beijinhos. Mas por enquanto, cuido de você na minha barriguinha ainda mole. Alguns diriam que é cedo demais para contar ao mundo a sua vinda, mas as pessoas falam demais, né?! Quando a gente tá feliz, muito feliz, quer gritar ao mundo. Eu esperei um pouco para contar sobre você, mas eu não aguentei esperar muito, mãe ansiosa, já estou me descobrindo como uma.

Nesses nossos primeiros meses juntos já vieram as atribulações, os choros, as mudanças no corpo da mamãe, as indisposições, perdas no trabalho, carências, tristezas repentinas, uma terna tpm, mas tento me manter firme e forte por mim, por seu pai e por você, minha preciosidade. Juro que a cada dorzinha chata, a cada lágrima de tristeza, a cada obstáculo irei resistir e ter a força de uma leoa para te manter feliz e seguro.

                                                                                                                     Com amor, mamãe.

p.s. eu te amo, nós te amamos.

PicsArt_04-15-01.40.39

Livro que a mamãe ganhou do Tio Ícaro

 

Diário que você vai ler quando tiver grande!

Diário que você vai ler quando tiver grande!

 

Quando você era uma azeitona pulsante

Quando você era uma azeitona pulsante!

Deixe uma resposta