A costura como herança, o cuidado entre linhas e a criatividade entre os dedos. A Com amor, Dora nasceu pela simples vontade de colocar a minha costura no mundo de uma forma criativa, colorida e aconchegante.

Dora

20 de março de 2015

Paraísos Artificiais

pa

Alguns filmes deveriam ser visto antes dos vinte e cinco anos. Duas jovens lindas no melhor estilo hippie de boutique descobrindo a sexualidade e a drogas juntas numa rave lá no interior do nordeste; uma delas é DJ e acaba engravidando de um boy lindo, barbudo e complicado na mesma noite que perde a amiga/namorada por conta da falta de limites com as drogas, isso tudo é sim uma barra pesada, mano, mas se eu tivesse assistido esse filme aos dezoito anos acharia um máximo essa pseudo liberdade toda e provavelmente estaria arrumando minhas malas para curtir uma rave na Praia de Pratigí, município de Ituberá.

Como eu assisti com vinte e seis e um quarto achei o filme uma bosta. Saber o que não somos é a melhor forma de se encontrar. Os Sonhadores do Bertolucci aos dezesseis, Christiane F do Ulrich Edel aos quinze, qualquer um do Almodóvar aos vinte e espero pelo Jean-Luc Godard aos trinta. Será que podemos limitar a nossa vida ou as estapas que vivemos de acordo com os filmes que assistimos e marcaram nossas vidas bobas de uma forma tão firme?! Meu sonho era ser uma punk revolts, depois queria estudar frânces e fazer revolução, em dois mil e seis cansei disso tudo e fui ver Amélie, do Jean-Pierre Jeunet.

O último filme foda que assisti e me deixou meio assim, sei lá, foi Boyhood do Richard Linklater, num filme só vi todos os filmes da minha/sua juventude. Como se doze anos tivessem passado diante dos meus olhos. Dois mil e três foi logo ali e eu era apenas uma menina de quatorze anos que assitia Frankenstein, do James Whale, na casa da minha tia comendo pipoca e bebendo Fanta com meus colegas da escola às quinze horas de uma tarde de sexta-feira.

                                                    tumblr_mc44zdd41Z1qbwxizo1_500

Tags: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta