A costura como herança, o cuidado entre linhas e a criatividade entre os dedos. A Com amor, Dora nasceu pela simples vontade de colocar a minha costura no mundo de uma forma criativa, colorida e aconchegante.

Dora

27 de novembro de 2017

escrevinhar

escrever é uma coisa que gosto de graça, sem muitas firulas, sem filtros de Instagram pra esconder as estrias, aqui eu sou eu sem pudor algum. Parei não sei o motivo, deixei de lado uma coisa que realmente gostava, a vida atropela nossos gostares, nossos pequenos prazeres, cabe a nós descobri-lo ou deixar morrer dentro do peito nossa vida, aquela que só a gente vê. Tantas dores e felicidades que poderiam ser compartilhadas, porque compartilhar o sentir faz bem pra você e para o outro que se reconhece em outro coração e se acalma sem querer sair correndo do mundo que tá muito louco. Assumo que do lado de cá não tá fácil, mas tá bom.

21 de julho de 2014

Tinder: o lado engraçado da história.

Só pra você saber minha vida mudou depois do Tinder (pausa para o drama). Eu me pergunto como minha caminhada na estrada da solteirice existia sem esse troço mágico que chamo de “app do amor líquido na pós-modernidade”. Mas isso é só pra você saber, só pra você. Não quero me delongar ou escrever um texto cheio de análises sociológicas a cerca de tema tão vasto e nada romântico: flertar descaradamente avulsos pelo celular. Vou aqui contar uns casos, listar os bofes clichês, dar dicas de interação e influenciar você, minha amiga ou amigo, a usar esta benção (chamada Tinder) na sua vida. Amém!

Só pra começar o que eu achei de boy conhecido não tá no gibi, todos eles ali com suas fotos enganadoras, suas carinhas de santos e muito charme para dar, vender e enganar as cats. Dá vontade de sair avisando: não dá match nesse que é cilada, amiga. Acho que vou criar um tumblr (tá na moda) com os boys magia negra de Salvador a serem deixados de lado no mundo luxurioso do tinder. Só que o mais engraçado é que morrerei na dúvida se esses boys já me viram ali, eu que um dia fiz parte da sua vida, nem que tenha sido por um dia e se daria em alguma coisa um coração verde houvesse sido dado, mas enfim, deixa os boy cilada pra trás.

Outra coisa MUITO ENGRAÇADA: achar amigos perdidos por lá. Você olha a cara daquele nigrinho e pensa: o que é que fulano de tal tá fazendo aqui, jesus?! Vai estudar, lavar a louça ou algo mais produtivo. Mas eu me planto e fico quietinha, sabe de nada inocente. Quando são os amigos tudo bem, mas e os estranhos extremamente avulsos?! Fico com medo de sair na rua e todo mundo olhar pra mim e pensar: olha a menina do tinder, hummm, ai ai. Que vergonha, minha gente. Mas isso é empoderamento feminino, é a nossa vez de dizer quero x não quero esse boy, tal boy, y boy. Vamos às situações chaves, as histórias que consegui em uma semana de Tinder:

Meninas, lá tem muuuuuito boy magia, é um mundo de homens lindos, sorridentes, cheios de músculos e proteína vencida. Tem de um tudo lá, para todos os estilos, gostos e interesses. Tem o pagodeiro com corrente de ouro no pescoço, boy secreto sem foto ou com foto do abdômen super definido, e o rostinho que é bom (e importante) ele não mostra; tem boy mentiroso com foto na frente de carrões e lanchas que você tem certeza que é do amigo, chefe ou vizinho, tem o boy viajante que só postam fotos na Disney, Veneza, Lisboa e Capão; tem também aqueles que são casados, com filhos, postam foto da família inteira e ainda escrevem no perfil: sou casado, e bem casado. Chocada! Então o que você tá fazendo aqui meu filhoooooo?! Será que disseram pra ele que o tinder é o substituo do Orkut, só pode. Cada uma, viu. Mas também vem o lado bom, o lado legal e frutífero dos perfis verdadeiros e atrativos: os boys sincero. Boy vida real é aquele que posta foto de perfil, 3×4 e sempre tá com amigos, cachorro (conquista a mulherada na hora) ou a mãe/irmã/melhor amiga, e ainda por cima, escrevem coisas engraçadinhas no perfil ou apenas deixam uma frase de efeito e te deixa cheia de curiosidade, ou letra de música foda, enfim, o boy real. Interesses em comum, amigos em comum, tudo em comum, par perfeito, vamo casar já.

Sim, uma situação é achar aquele amigo da sua amiga perdido por lá e rola uma combinação instantânea: como assim, o boy nunca mostrou interesse antes, e agora tá aqui?! Fica o clima tenso, nenhum dos dois tem coragem de mandar mensagem e a coisa fica por ali. Melhor, mais seguro guardar a amizade, né amica. Quando você combina com um boy que é amigo de todos os seus amigos e vocês NUNCA se viram?! Daí você começa a repensar sobre suas amizades: como Maria não me apresentou esse boy antes?! Eu precisei entrar no tinder pra saber que Joãozinho existe. E ainda dizem que Salvador é uma cidade grande, risos.

Para lidar com o tinder você precisa ter uma noção de administração, negócios e marketing. Mas vamos falar sério agora, tá bem. Senta que lá vem a moral da história:

Uma amiga me deu a ideia cheque e instalei o app no celular, desfrutei e ainda desfruto dos matchs e boys lindos que os meus olhos podem ver e sentir, mas chega uma hora que cansa, os boys deixam de ser tão interessantes assim; você percebe que alguns deles vivem uma mentira naquele mundo ali e muitas meninas caem na história da carochinha de príncipe encantado, bombado e tatuado. Se você estiver a fim de curtir, gastar e se aventurar se joga com fé, amica! Lá é o lugar certo, mas vamos criar uma listinha de critérios né?! (e nunca, eu disse nunca, responda as msgs de imediato, dê um tempo e faça charme e se quiser vá para a segunda fase do game no whatsapp). Mas será que dá pra achar alguém legal, divertido e fofo no tinder, aquele boyzin com cara de menino bom, coração mole e tudo mais?! Dá, ele existe, tem nome e um péssimo gosto musical. Eu posso ter dado um tiro no pé, no meu pé de bela adormecida que dormiu no ponto, mas não podia de deixar a minha experiência entregue as moscas.

Só mais uma história engraçada, pode?! Então, dia desses tava lá zoando no tinder e achei um cara ultra estiloso, achei interessante e vamos lá: oi, como vai, tudo bem?! Respondi cheia de charme: Oi, tudo sim e você?! Dias se passaram e nada, o boy não havia respondido. Deixa estar. Daí veio a bombaaaaaaaaaa: Dora, você não lembra de mim?! Amigo de x, y e z. Não me reconheceu, né?! CHOCADA! Na hora meu mundo caiu e despenquei na risada, não acreditava que o boy tinha mudado tanto; ele fez parte da minha fase punk rock hardcore na capital baiana, ó Deus.

Enfim, essa foi a minha experiência com o aplicativo mais legal de todos os tempos. Quem puder e quiser se divertir, achar uns paqueras e até procurar romance, é pra lá que você deve ir: tinderland.

Links legais:

Para rir e chorar:  https://www.facebook.com/tinderperolas

Para saber mais e não pagar mico: http://tioique.com/2014/03/23/5-pessoas-que-ainda-nao-entenderam-como-funciona-o-tinder/

mas cuidado, lá também tem muita tosqueira braba.

6 de julho de 2014

Decor ❤

 

Depois que descobri que iria me mudar o bichinho da decoração começou a se bulir em mim e todo lugar que eu vou, tudo que é site de móveis fofo e decor eu vejo, penso e digo: eu quero! Mas como a vida não é/tá fácil, a grana é curta e o espaço também, a gente tem que se virar e caçar com nossas próprias mãos e perspectivas. Eu nunca tive um canto só meu, desde pequena dividi quarto com meu irmão, dormia com mainha, essas coisas. Depois de velha, a vida muda e você enfim terá um canto só seu, então toda a energia boa do mundo será depositado nesse espaço de luz e inspiração.
Como todo mundo sabe eu tenho uma mini-confecção em casa, máquina de costura, caixas de tecido, retalhos sem fim, aviamentos e muita parafernalha do mundo da costura. Então, preciso achar espaço, cada cantinho é precioso. Sei que a minha produção mais aumenta e novas peças serão feitas com muito mais criatividade quando seu canto se torna seu, do seu jeito e com tudo no lugar: meus quadros, meus livros e a minha paz.
Por conta de toda essa coisa de mudança, decor e afins, decidi trazer pra vocês algumas das minhas mil inspirações pelo mundo do Pinterest. Sei que não ficará igual a nenhum desses lugares por falta de grana e espaço, mas mesmo assim é bacana se inspirar e ver que com um jeitinho você pode tornar seu lugar de sono-trabalho numa fortaleza fofinha e cheia de amor. Sintam-se a vontade para se inspirar também.

 

Fotor0706122035

Fotor0706122248

Fotor0706122555

Fotor070612458

Fotor0706123558

Fotor0706124017 Fotor0706124144

Fotor0706124636

Fotor0706124822

 

Espero que tenham gostado de toda essa fofura e queo meu canto fique do jeito que sempre sonhei, e podem ter certeza que quando tudo ficar pronto venho aqui mostrar.

30 de abril de 2014

Agende-me com amor

Tem aqueles fins de semana que as folhas secas passam pela calçada e sua vida é entre os cobertores na com brigadeiros, filme e livros. Mas dessa vez será diferente, muito diferente! Feriado lindo amanhã e a cidade pipocando de tanto evento ba-ca-na! Vem comigo ver o que vai rolar por aqui:

 

Fotor0430130840

Dia 01

TOCO Y ME VOY
Show da Toco Y Me Voy no Dia do Trabalhador!
Local: Dubliners Irish Pub – Salvador
Valor: R$ 10,00
Horário: 23h
(R$ 15 com CD na porta)

Dia 02

Dimazz + Lily Braun
Local: Portela Café
Valor: R$ R$20 (LISTA AMIGA – ATÉ 23H) R$25 (NO LOCAL)
Horário: 22h
O público poderá conferir também a feirinha do projeto Renegados-Pequeno Mercado de Manufaturas Criativas que estará representado pelas criativas:

>> La abuela
>> Com amor, Dora.
>> Rua Revolução Urbana Artesanal

Dia 03

MINAVU – Tributo a Cássia Eller
Local: Commons Studio Bar
Valor: R$15 (na lista amiga) e R$25 (na hora)
Horário: 22h
Lançamento da plataforma MINAVU, que realiza eventos de música e laboratórios criativos, abre espaço para novos produtos e promove o cenário artístico feminino, construindo uma rede de mulheres interligadas através da arte.

Dia 04

Faustão Falando Sozinho
Local: Espaço Cultual Dona Neuza
Valor: Free
Horário: 15h
Com Irmão Carlos e o Catado convidando Falsos Modernos e Búfalos Vermelhos e a Orquestra de Elefantes! A super Feirinha Musical também vai rolar, o  projeto Renegados-Pequeno Mercado de Manufaturas Criativas que estará representado pelas criativas:

>> La abuela
>> Com amor, Dora.
>> Rua Revolução Urbana Artesanal

Enjoy the trip, cats.

Tags: , , , ,

11 de abril de 2014

Agenda – Bazar e Música

agenda-abril

Tem muita coisa rolando na cidade desde o fim do carnaval, parece que Salvador esqueceu de descansar depois da quarta-feira de cinzas. Por isso, vim aqui trazer a agenda do fim de semana, mas só aqueles evento que irei, egoísta que sou. Pra começar o fim de semana bombando:

12 de Abril – Sábado

OH! Hype day!   – Urban Arts 14h

 Ideias, arte, moda e gastronomia. Tudo isso junto e misturado no evento mais hypado da cidade: o ‘Oh Hype Day’.

B*a*z*a*r  y música  – Ciranda Café 15h

 // bazar // música // arte // e + 1pouco

Baile Esquema Novo  – Commons 23h

O Baile Esquema Novo é a sua discoteca de música brasileira, uma festa para dançar, conhecer música nova, se emocionar com canções antigas, suar, sorrir e deixar acontecer.

13 de Abril – Domingo

Bazar Kate Mosscou – Barra 10h

O Kate Mosscou é um bazar de moda que tem em seu DNA a oportunidade, diversidade e consumo sustentável.
Ela moscou e agora é a sua chance!

Para maiores informações basta clicar nos links do eventos e conferir tudo certinho, ok?! A lojinha Com amor, Dora. marcará presença em alguns desses eventos com a exposição das suas peças (tiaras, turbantes, ecobags e afins). Se não tiver nada programado na agenda, aparece lá pra me ver. De todos os eventos, só não poderei comparecer ao  B*a*z*a*r  y música por conta de choque de horário. 

Ah, é a nossa primeira vez no Baile Esquema Novo, estaremos com uma mesinha na Commons na area externa!

25 de janeiro de 2014

Desço a Consolação só pra coincidir.

O amor veio antes da cidade. Não foi algo que me fez encher os olhos de cor ao ver a cidade cinza, foram as pessoas. Sim, pessoas, elas ainda amam, aprendem e ensinam a amar em SP.
Não quero contar minha história com a cidade, mas quero explicar o nosso amor. São Paulo segurou a barra mais pesada que eu tive, me deu bares,carnavais, festas e muitos amores. São Paulo me deu férias, escapadas desconexas do trabalho, a cidade me deu ideias, me deu sustento (mesmo que de forma indireta), eu ganhei de SP as coisas mais importantes da minha vida: amigos, liberdade, a lojinha e 25 de março. Se o que eu sinto é amor, minha paixão começou pelo centro da cidade. A Av. São João cruzando a Ipiranga, o Arouche, Santa Efigênia, São Bento, Liberdade, República, Sé, Santa Cecília e Consolação.
Quando sento na esquina do BH ou no bar do boy magia (minha amada Augusta) posso ser eu mesma sem ninguém pra saber como eu estou ou como vim para ali, sou apenas o que me construí. Isadora bebe Coca-Cola, fuma mil cigarros, bebe algumas latinhas de Brahma e mesmo assim é feliz. Acho que só não arrumei minhas malas ainda por medo, sim, medo. Medo de perder todo esse amor, toda essa euforia em ter uma rota de fuga para qualquer dor que houver.

Eu sinto saudade e o coração aperta, queria ter grana e coragem para pegar o primeiro avião com destino à felicidade, cat’s hostel e amor gratuito das minhas meninas todo dia, ou mesmo fim de semana. Mas a minha vida é embaixo do sol quente, com banho de mar a qualquer hora do dia e muito dendê para curar ressaca. Vamos ver pra onde esse amor todo me leva, mas por enquanto vale amar à distância. 
Parabéns pelos seus 460 anos de amor e ódio. 

Tags: , , , , , ,