A costura como herança, o cuidado entre linhas e a criatividade entre os dedos. A Com amor, Dora nasceu pela simples vontade de colocar a minha costura no mundo de uma forma criativa, colorida e aconchegante.

Dora

Autora

13321642_10206568622639765_2171096699748719624_n

(A partir de 2016) Continuo filha de mãe solteira, mas agora serei mãe de uma filha linda, que se chama Ana Rosa e tem um pai hiper presente. Minha vida mudou, meus desejos e vontade mudaram junto. Continuo costurando, tocando uma lojinha física, dando o eu melhor para a economia criativa, parei com a bicicleta por um tempo. Com a gravidez, parou a bebida e as farras, mas o que não falta aqui é história. Minha desventuras amorosas me levaram à um noivado inusitado com o homem mais especial do mundo, encontrei, por fim, o amor que tanto sonhei. Agora, como futura mãe (Rosinha nasce em novembro/16), meus escritos serão outros. Vem comigo?

 

 

 

 

Dora

(até 2015) Filha de mãe solteira, nascida e criada no interior num casa cheia de gente e amor. Vinte e cinco anos de estrada e boas experiências de vida que hoje fazem de mim o que sou. Menina criada sem avó. Viciada em assinatura de revistas, sonha em ter seu canto, suas plantas e quadros na parede. Professora de velhinhos, crianças e adolescentes, mas também vende tiaras, turbantes, ecobags, anéis e pulseiras e um dia trabalhou na comunicação interna de um condomínio. Ciclista, quando tem a manhã livre sai pela orla da Salvador com frutas e livros na cestinha da bicicleta e ganha o dia no mar e sol. Viciada em séries que me fazem perder horas e horas em frente ao notebook, aprendeu a só comprar livros na estante virtual (sebo), por serem mais baratos e terem uma história. Adora ouvir música, cada dia uma melodia diferente, mas não larga a Nova Brasil FM. Essa menina, quando o assunto é relacionamentos não tem sorte e é essa a graça da sua vida. Bebe cerveja feito homem, mas não aguenta duas doses de vodka. Capricorniana que adora mandar, tudo do meu jeito, assim. Amistosa e tímida, tudo numa coisa só. Veio morar em Salvador com dezesseis anos e desde então fez daqui seu novo lar, construiu amizades, mas dá valor aos de longe.